30:MIN #180 – Virada 180 Graus!

Virada

Sejam bem-vindos, leitores e leitoras ao 30:MIN, sua meia hora alucinógena de literatura. Nesta edição, Vilto Reis, Cecília Garcia Marcon e Jefferson Figueiredo dão uma virada no formato e decidem falar só de livros ruins. Se você esperava um programa com indicações sérias e monóculo, esse vai exatamente a outra direção: é um programa sobre conspirações, planos do cebolinha e as novelas mexicanas de José de Alencar.

 

Nos recadinhos desse cast:

 

 

Colabore conosco no Padrim – ganhe

Livros, Desenhos e Amor

 

Recomendações (ou reclamações) nessa virada 180 graus:

  • Cecilia – Autora: Marian Keyes
  • Jefferson – Senhora, de José Alencar
  • Vilto – Meu pai fala cada merda, de Justin Halpern
  • Cecilia – Beber, jogar, f@#er, de Andrew Gottileb
  • JeffersonAutor: Dan Brown
  • Vilto – Limpeza de Sangue, de Arturo Perez-Reverte

 

Feed do Podcast: http://feeds.feedburner.com/podcast30min

Assine o feed do Podcast 30:MIN no iTunes

Participe da Lista Negra do Paul Rabbit, o grupo do podcast 30:MIN no Facebook!

Spotify do Beber (ouça as trilhas do 30:MIN)

 

E nessa semana: Vamos indicar mais livros ruins?

Envie seu e-mail com dúvidas ou sugestões para: podcast@homoliteratus.com ou deixe seu comentário no post!

Editado por Luis Beber

Luís Beber Author

Editor de podcast mas sonha em ser detetive de animais.

Comments

    Izabel Galdino

    (Abril 4, 2017 - 2:50 pm)

    Cara, eu li vários livros ruins que eram divertidos, os do Dan Brown os mesmos do Jefferson e adoro muito uma teoria da conspiração. Meu pai fala cada merda é muito engraçado e se eu não me engano o autor escreveu mais um livro sim. Comer, rezar e amar eu li e amei hauaahauhaua principalmente a parte do comer, acho que a parte do rezar é a Índia e amar Indonésia. A autora se separou do cara que ela conheceu no livro recentemente.
    Um livro que eu recomendo é A sorte do agora do Matthew Quick. A história é muito aleatória e engraçada. Vale a pena se você quer simplesmente relaxar.

    Joyce Matias

    (Abril 5, 2017 - 12:17 pm)

    Mencionou Usurpadora já tem meu respeito <3 kkkkkk

    https://abrilmdemulher.files.wordpress.com/2016/11/paola.gif?w=170&h=195

    PS: Alias daria um bom podcast sobre Dramalhões em livros, com trilha de "usurpadora" e "a vida como ela é"

    Nicole Ayres

    (Abril 6, 2017 - 11:06 pm)

    Então, ler livros ruins faz parte, certo? Por curiosidade, para conhecer as tendências, para poder falar mal, etc. Acredito que nenhuma leitura é inválida. Sempre aprendemos com os livros, pelo bem ou pelo mal. Tudo é bagagem, experiência, tudo contribui de alguma forma, especialmente se conseguimos desenvolver um olhar crítico.

    Sobre as recomendações (ou reclamações): já li “Melancia” há um tempo, e me lembro que na época até consegui me divertir, mas identifiquei muitos clichês no enredo que me incomodaram; poxa, “Senhora” é legal, apesar daquele final terrível; “Comer, rezar e amar” e Dan Brown eu não li por questões de prioridade; e eu nem lembro o que o Vilto comentou mais, provavelmente alguma coisa japonesa rs

    Abs em todos! ^^

    Tibério

    (Abril 7, 2017 - 1:39 am)

    Meu deus vocês descreveram minha indignação com Senhora…Eu tive que ler no ensino médio e tava super amando o dramalhão mexicano já tava esperando um final todo bdsm cheio de dominação feminina e chicote e vem AQUELE FINAL PAU MOLE DO CARALHO AMORZINHO VENCE TUDO…Que humilhação esse amor de pica da Aurélia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *