As bizarrices da literatura brasileira em livro

História bizarra da literatura brasileira, de Marcel Verrumo, apresenta fatos emocionantes, divertidos e bizarros escondidos por trás das linhas da literatura nacional

Ilustração: Fernando Mena

Você sabia que Álvares de Azevedo previu o dia de sua morte? Que Olavo Bilac sofreu o primeiro acidente de carro registrado no Brasil? Que Érico Verissimo publicou Incidente em Antares, na época da ditadura, com os dizeres “Em um país totalitário, este livro seria proibido”? Essas e outras curiosidades sobre os escritores brasileiros estão reunidas na obra História bizarra da literatura brasileira (2017).

Compreender os bastidores da produção literária nacional pode ser interessante para conhecer melhor nossa história e nossos artistas. Rachel de Queirós, por exemplo, chegou a apoiar a ditadura militar, tendo se arrependido de seu ato quando a situação se revelou mais extremática, por volta de 1968. Sua participação no programa Roda Viva, em 1991, suscitou polêmica quando um dos debatedores, o também escritor Caio Fernando Abreu, de ideologia esquerdista, confessou não se sentir confortável em estar ali, por acreditar que a homenageada da noite contribuiu para a evolução de um período negro da história do país.

Outra utilidade para esses fatos curiosos é dinamizar as aulas de literatura nas escolas. Para adolescentes, decorar características de estilo, títulos de obras importantes e figuras de linguagem, como é ensinado tradicionalmente, pode ser bastante enfadonho. Contextualizar a obra com curiosidades sobre a época e o escritor é uma maneira de atrair a atenção dos alunos e introduzir uma leitura mais densa, por exemplo.

Na esteira de sucessos como a coleção do Guia Politicamente Incorreto – da história, da filosofia, do sexo, etc., História bizarra da literatura brasileira parece contar com uma abordagem leve e divertida, além de informativa. É possível que livros assim, com propostas sintéticas e anedóticas, longe de substituir o trabalho sério de pesquisadores e especialistas, contribuam de forma lúdica para a disseminação do conhecimento e suscitem a reflexão crítica acerca da história e da arte.

Nicole Ayres Author

É graduada em Letras port/francês pela Uerj. Apaixonada pelas palavras, desde que aprendeu a ler e a escrever, não parou mais. Adora a vida acadêmica. Adora a vida. De espírito quixotesco, ainda vai aproveitar a experiência de suas aventuras literárias para explorar o mundo. Mantém os pés no chão e a cabeça nas nuvens.