Mariana Guida

Mariana Guida

Certa vez, em uma conversa sobre Clarice Lispector, eu disse (não imune às piadas dos colegas que isso me rendeu por algum tempo) que ao ler a paixão segundo GH sempre me senti a desgraçada da barata. Com o sucesso que o ativismo pelos Direitos dos Animais e a prática (me recuso a aceitar a […]

Pierre Bayard e a dúvida: Como falar dos livros que não lemos Nunca li uma palavra sequer de Cervantes, tampouco de Tolstói. Presenciei alguns dos percalços do Ulisses homérico e do joyceano, assim como me inteirei, em parte, dos conflitos de Emma Bovary, apesar de não levar nenhuma das empreitadas, de nenhum deles, ao cabo. […]

Nos liames da literatura, da crítica e da política, a obra de Ricardo Piglia demonstra-nos como a narrativa pode trazer à tona a experiência do desespero, do silêncio e da violência de uma época. Em tempos em que a discussão política tem atingido uma parcela consideravelmente maior da população (em grande medida, devido a um […]

Hilda Hilst não foi, definitivamente, a típica mulher do interior paulista do começo do século XX A poeta e ficcionista Hilda Hilst, falecida em 2004 na então famosa “Casa do Sol”, em Campinas, não foi, definitivamente, a típica mulher do interior paulista do começo do século XX. As escolhas que se permitiu fazer ao longo […]

O poeta nos lembra de que a poesia inscreve um tempo, um lugar, um sentimento Ainda pouco lido e divulgado no Brasil, o poeta e crítico Manuel de Freitas apresenta uma produção tão representativa e apaixonante quanto à de seu patrício e contemporâneo, Valter Hugo Mãe, atualmente abundante nas estantes brasileiras. Embora a paridade não […]