Antonio Munró Filho

Antonio Munró Filho
Nome
Antonio Munró Filho
Bio
Formado em Jornalismo e em Letras pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Grande do Sul (PUCRS), Antonio Munró Filho tem larga experiência na área de comunicação. Entre 2001 e 2012 trabalhou nos jornais Zero Hora e O Sul, dois dos principais veículos impressos do Rio Grande do Sul. Vive no Rio de Janeiro desde 2012 e, atualmente, faz uma pós-graduação em Literatura, Arte e Pensamento Contemporâneo.
Twitter
Facebook
Medium

Recent Post byAntonio Munró Filho

Em defesa dos chatos!

  Há uma figura que, independentemente da época, é sempre rechaçada: o chato. Não sei bem o porquê, mas nutro uma simpatia pelos chatos e, mais do que isso, para mim, eles são fundamentais para que o mundo caminhe em frente. Na literatura, então, eles ainda são poucos, bem mais numerosos do que em outras […]

Carta de amor a um escritor conhecido em uma oficina literária

Oficinas literárias, cursos de escrita criativa e outras atividades ligadas à Literatura, além de ajudar a desenvolver textos, são excelentes para conhecer pessoas novas que também nutrem a paixão pelas letras. Dessa troca, professores e colegas falam de livros e autores que você eventualmente não conhece, descortinando espaços inexplorados e riquíssimos. A indicação fica ainda […]

A magia independente da Livraria Leonardo Da Vinci

Enquanto perambulam entre as obras de Voltaire e de Machado de Assis, os leitores se esquecem que estão em pleno coração financeiro da Cidade Maravilhosa Quinta-feira, intervalo de almoço. Entra uma, duas, três e, de repente, vinte pessoas estão circulando entre as mesas e as estantes da Livraria Leonardo Da Vinci, no Centro do Rio […]

Jorio Dauster: o embaixador que traduziu O Apanhador no Campo de Centeio

O Homo Literatus conversou com Jorio Dauster, tradutor de O apanhador no Campo de Centeio e outras obras importantes Nascido em 1937, Jorio Dauster foi um dos tantos jovens fortemente impactados pelo livro O Apanhador no Campo de Centeio, de J. D. Salinger, lançado nos Estados Unidos em 1951. Anos depois, em 1957, aquele jovem, que […]

‘Solidão’, de Márwio Câmara, faz excelente companhia aos leitores

Linha a linha, escritor carioca desnuda a intensidade de sua literatura Solidão e outras companhias é um livro que faz jus ao próprio título. O que o leitor vai encontrar, distribuídos entre as 91 páginas da primeira obra do carioca Márwio Câmara, publicada pela Editora Oito e Meio, é um emaranhado de “solidão” cercado por […]