Vinicius Alves do Amaral

Vinicius Alves do Amaral
Nome
Vinicius Alves do Amaral
Bio
Doutorando em História pela Universidade Federal Fluminense (UFF). Mestre em História Social pela Universidade Federal do Amazonas (UFAM) e professor da rede estadual de ensino do Rio de Janeiro. Aprendiz de Pantaleão nas horas vagas.
Twitter
Facebook
Medium

Recent Post byVinicius Alves do Amaral

Eugene Ionesco e a vacina anti-rinocerontite (indicada para especialistas de Facebook)

Considerada um castigo para muitos, a solidão pode ser a oportunidade para que o indivíduo realize uma introspecção sincera. Principalmente numa época em que se exige que saibamos de tudo, que estejamos sempre felizes e conectados. Se você tem um mínimo de sensibilidade então já deve ter percebido que há cada vez mais rinocerontes pelas […]

Anotações sobre José e Pilar II

Desculpe pelo transtorno, mas preciso falar sobre José e Pilar… de novo! “Por trás de todo grande homem há sempre uma grande mulher”. Vez ou outra alguém espana a poeira de cima desse ditado. Na maioria das vezes para justificar a presença tímida das mulheres na história oficial. Existe toda uma tradição de pensamento que […]

Anotações sobre José e Pilar

A rotina agitada de um Nobel de Literatura e a viagem de um elefante pela Europa. O que há de comum entre essas duas histórias? Pergunte a Miguel Gonçalves Mendes, realizador do documentário José e Pilar (2010) Por mais de um ano, o diretor acompanhou José Saramago, registrando inclusive o cotidiano do escritor e sua […]

Made in Brazil: 5 escritores-diplomatas brasileiros

Diplomacia literária Made in Brazil: alguns escritores-diplomatas da nossa terra Há autores e autoras cujo talento transcende as fronteiras, tornando-se assim embaixadores não oficiais do Brasil. No entanto, também existem aqueles que representaram o país tanto cultural quanto diplomaticamente. Abaixo listamos alguns  dos mais famosos escritores-diplomatas. Raul Bopp (1898-1984) Um dos nomes mais originais do […]

Musas, truques e pudins

Mas podemos às vezes nos contentar com um singelo pudim Ela não precisa apertar a campainha. Subitamente entra no recinto, clareando sua visão e eriçando os cabelos da nuca. E você, surpreendido, abandona até mesmo sua brava missão (liberar espaço na geladeira começando por um pudim quase centenário) para soletrar o nome da visitante: Epi-fa-nia. […]

Borges e a fisiologia do mal

“Não pretendo ser perdoado, porque não há culpa em mim, mas quero ser compreendido”  (Deutsches Requiem) Quando Deutsches Requiem foi publicado na revista Sur em 1946 houve quem desconfiasse que seu autor nutrisse alguma empatia pelo Terceiro Reich. Afinal, o conto é narrado por um oficial nazista que, longe de se arrepender das atrocidades cometidas […]

A juventude mitológica de Murilo Mendes

A idade do Serrote é um delicioso livro de memórias que não destoa da linguagem onírica que consagrou Murilo Mendes como poeta surrealista Murilo Mendes possui um assento modesto no panteão da literatura brasileira, mas bem modesto mesmo. Daqueles que foram esquecidos até pelas pichações e profanações afins. Para muitos ele é apenas o autor da […]