Jean Cocteau e a beleza da decadência

Não existiu apenas um Jean Cocteau, mas vários: poeta, dramaturgo, crítico de arte, cineasta, artista plástico, e o autor de Dificuldade do ser É impossível falar de Jean Cocteau (1889-1963) sem descrever a sua habilidade de se multiplicar. Não existiu um Cocteau, mas vários: temos o poeta, que reclamava possuir poucos leitores; o dramaturgo, responsável por […]