Tag: Lima Barreto

Lima Barreto: um visionário da tragédia brasileira

Algumas palavras sobre Lima Barreto, um dos precursores da militância negra no Brasil Mais do que um baluarte da nossa literatura, Lima Barreto foi um dos poucos que soube traduzir…

Similitudes entre um escritor brasileiro e um argentino: a velha dicotomia entre forma e conteúdo.

Lima Barreto e Roberto Arlt desconstruíram a ideia de que a qualidade do texto está na obediência aos cânones Lima Barreto e o argentino Roberto Arlt foram escritores que se assemelharam em…

Lima Barreto esculacha o Brasil em “Os Bruzundangas”

Em Bruzundangas, Lima Barreto desvelou o Brasil do início do século passado com ironia e humor Pode-se dizer que um escritor duplamente injustiçado no Brasil é Lima Barreto. Isso porque, na…

Escritores de direita x escritores de esquerda

Posição política de escritores: quem são os “coxinhas” e os “esquerdas caviar” dentro da literatura? Ainda no embalo das últimas eleições, em que o posicionamento político dos eleitores ficou em…

Cultura-mundo e cultura brasileira na literatura

Introdução Este ensaio tem como objetivo relacionar conceitos relativos às culturas mundial e brasileira com a literatura em geral. Para tal, serão analisadas algumas obras (entre romances, poemas, crônicas e…

Quem é o maior romancista brasileiro: Machado de Assis, Lima Barreto ou Guimarães Rosa?

“uma breve comparação entre os estilos dos três autores pode ser produtiva. Afinal, um pouco de competição saudável não faz mal a ninguém”. Muitos consideram Machado de Assis o maior…

Racismo e literatura no Brasil

21 de março foi instaurado pela ONU (Organização das Nações Unidas) como o Dia Internacional de Luta pela Eliminação da Discriminação Racial, em referência ao Massacre de Sharpeville, no regime…

A correspondência entre Monteiro Lobato e Lima Barreto

O carioca Lima Barreto viveu entre 1881 até 1922. Apesar de ser autor de inúmeras crônicas e cerca de 8 romances, além de centenas de contos, só alcançou reconhecimento, como homem de letras, postumamente. Teve a vida pessoal marcada pelos estigmas do preconceito de cor e do alcoolismo. Monteiro Lobato, paulista, viveu de 1882 até 1948. Foi editor de um impresso e gráfica chamada “Revista do Brasil”. Esse texto aborda parte das cartas, relatos de glórias e também de misérias, trocadas entre esses dois intelectuais.

@homoliteratus on Instagram