Breve fala sobre um Marco

Um Marco para ser amigo da poesia Em 2010, quando terminava o ensino médio e não sabia ao certo o que fazer da minha vida, caiu em minhas mãos o Ode paranoide, do escritor gaúcho Marco de Menezes. Eu já tinha alguma base de leitura, gostava de escrever uns versinhos perdidos por aí, mas quando […]

A imagem na poesia

Para Octavio Paz, a imagem poética produz a pluralidade da realidade e revela quem nós somos O poeta e crítico literário Octavio Paz, no capítulo intitulado “A imagem”, da obra Signos em Rotação (2015), define com maestria o conceito de imagem na poesia e seus modos de construção. Ele começa definindo a imagem como sendo toda […]

Quando chega o outono da vida

Se há um momento na vida em que não queremos mais provar nada para ninguém, nem que temos razão, nem que somos mais fortes, mais inteligentes; que não queremos mais fazer nada contra nossa vontade para sermos aprovados: é aquele da lucidez que só o passar dos anos nos proporciona. Não sei se porque não […]

Poesia e poema são sinônimos? Não para Octavio Paz

Frequentemente, poesia e poema são tratados como termos sinônimos. No entanto, segundo Octavio Paz, em O arco e a lira, a poesia pode estar em tudo, mas o poema não pode Em sua obra-prima O arco e a lira, o crítico literário, poeta e ensaísta Octavio Paz volta seu olhar ao estudo da poesia e […]

A lenda de Tristão e Isolda: um périplo para a imortalidade

Em terra, Tristão e Isolda viveram o seu amor na medida que lhes pareceu possível; viveram tão intensamente que ultrapassaram os limites do que é terreno e partiram, juntos, num périplo para a imortalidade. Qual a importância dos caminhos percorridos ou dos mares navegados por um personagem? Dependendo a obra, pouca. Essa premissa, porém, pode […]