Tag: Philip Roth

Jorio Dauster: o embaixador que traduziu O Apanhador no Campo de Centeio

O Homo Literatus conversou com Jorio Dauster, tradutor de O apanhador no Campo de Centeio e outras obras importantes Nascido em 1937, Jorio Dauster foi um dos tantos jovens fortemente impactados…

Philip Roth teria “previsto” Donald Trump? – O próprio autor responde

Em 2004, o autor publicou Complô contra a América, sobre uma eleição que virou o país de cabeça para baixo. Teria sido isso que aconteceu agora nos Estados Unidos? Em 2004,…

30:MIN #113 – Philip Roth, meu tarado favorito

Sejam bem-vindos, leitores e leitoras ao 30:MIN, o seu podcast de literatura. Nesta edição, Vilto Reis, Cecilia Garcia Marcon e Jefferson Figueiredo soltam os verbos pervertidos para falar de Philip Roth. Neste Podcast: O americano mais antiamericano;…

Philip Roth e seu Complexo de Portnoy

Portnoy: o personagem criado por Philip Roth que não foi capaz de contar a própria história e mal pode dizer que é protagonista dela Em Complexo de Portnoy, romance de…

‘O Animal Agonizante’ e a pulsante irracionalidade do desejo

Sexo, desejo e velhice. Poucos concatenam essas três palavras tão bem em uma história quanto Philip Roth. Em Animal Agonizante (Companhia das Letras, 2006), o protagonista culto e confiante de…

Louco por boceta

Escrevo esta crônica no interior de um ônibus, pois foi em veículo tal que aconteceu a sem-vergonhice. Sou um daqueles sujeitos abençoados por não passar mal ao ler dentro do…

As angústias existenciais na obra “Homem Comum”, de Philip Roth

O Homem Comum, como em outros romances de Roth, segue uma tradição muito peculiar e rica na arte em geral, que é a do sujeito adulto passando em revisão a…

7 alter egos de escritores famosos

Por que autores consagrados criam alter egos e por que eles fazem tanto sucesso, mesmo que saibamos que são na verdade os próprios autores? “Escreva o que você conhece.” É um…

A escrita e a masturbação

Veio então a adolescência e eu passava a maior parte trancando no banheiro, disparado meus esguichos no vaso sanitário ou dentro da cesta de roupa suja, ou num plaft contra…

Ensaio: Percepções Kafkanianas – Humor, Desejo e Solidão

Franz Kafka, em Praga (1922) Silêncio profundo; como é belo aqui, ninguém se preocupa com a minha construção, todos têm seus interesses, nenhum deles está relacionado comigo, como é que…

@homoliteratus on Instagram