Borges e o eterno retorno de Nietzsche

No conto Os teólogos, do livro O Aleph, de Borges, a personagem Aureliano, coadjutor de Aquiléia, tem o conhecimento de uma seita, monótonos, cujo fundamento concebe a história como um círculo, “e que nada é que não tenha sido e não será” (2008, p.33). O conto inicia-se com a entrada dos hunos na biblioteca monástica […]