Vale a pena fazer uma oficina de criação literária?

Uma oficina de criação literária pode ser seu empurrãozinho para entrar no mercado literário

escrevendo

Esses dias vi um post de um amigo em um grupo do Facebook perguntando se valia a pena fazer uma oficina de criação literária. Não respondi sua pergunta, mas fiquei durante semanas com ela rondando meus pensamentos.

Já fiz diferentes oficinas/cursos sobre criação literária. Presencial, online, com amigos, desconhecidos, reconhecidos e sem o devido reconhecimento. E comecei, depois do post dele, a pensar em quanto teria valido cada curso que fiz.

Cheguei a uma, talvez, resposta. Listarei aqui alguns dos motivos que foram minha motivação e me ajudaram.

1- Conhecer pessoas

Mais do que aprender a escrever (isso você aprende durante sua alfabetização) as oficinas e cursos sobre criação literária são frequentadas por pessoas incríveis. Lá você vai conhecer gente que já teve uma experiência de publicação, gente perdida, tem quem queira só se encontrar, quem precisa de dicas, quem tem romance pronto e quem tá começando agora. Tem todo o tipo de pessoa que você pode imaginar, e muitas dessas, muitas mesmo, vão te ajudar de uma maneira única. Oficina de criação literária é o lugar em que você vai ter indicação, empurrãozinho e principalmente: vai conhecer seus colegas de escrita (responsáveis por muito na sua formação como escritor).

2 – Seu repertório literário vai expandir como nunca

Por mais que você viva em uma livraria, que estude, que vá atrás de conhecer tudo o que puder no mundo literário, sempre terá algum escritor/a maravilhoso/a que você não faz ideia que existe. Nas oficinas de criação literária você encontra todo o tipo de literatura e gostos, vai com toda certeza descobrir autores novos que vão te conquistar. E aprender muito sobre autores que você conhecia. Também vai poder expor seu conhecimento e gosto literário. A troca de experiência e leitura é algo que vale muito a pena em oficinas assim.

3 – Você vai conhecer gênios literários

É só uma oficina, eu sei, mas aos poucos você vai ver que ao seu lado estuda um gênio literário, alguém que escreve de um jeito tão incrível que te dá a certeza que em anos essa pessoa será estudada em livros de história e literatura. O melhor de tudo, vai ver seus colegas sendo publicados e ir para eventos literários, onde conhecerá ainda mais nomes incríveis.

4 – Você entenderá muito mais sobre sua própria escrita

Em oficinas assim é comum você ler seus textos. Lá não é sua mãe, seu amigo ou qualquer pessoa que tenha um relacionamento pessoal que vai avaliar. São pessoas que entendem de literatura, é geralmente ministrada por escritores reconhecidos. Essas pessoas vão avaliar de verdade seu texto. Isso te ajudará mais do que como escritor, te fará entender exatamente seus erros, pontos fortes, estilo. Vai passar a entender mais sobre você mesmo e seu texto.

5 – Expansão de conhecimento

Existem inúmeras revistas literárias, outros cursos, livros e novas oficinais que você passa a conhecer depois da sua primeira oficina de criação literária. Você até pode descobrir inúmeras delas sozinho, mas sempre terá alguém que conhece uma outra que pode ser interessante. Mais uma vez, troca de experiências.

6 – Conhecimento do mercado editorial

Aos poucos, e no decorrer de oficinas, você vai aprendendo sobre o mercado editorial. E mais do que aprender o jeito certo para entrar nesse mercado e como publicar seu livro, é nas oficinas que você também conhece muita gente que já está no mercado e pode te ajudar, seja com conselhos ou indicações.

7 – Você realmente aprende a escrever

E aqui o tópico é baseado em: você realmente aprende a escrever em um estilo, aprende técnicas de escrita, aprende muito sobre teoria literária, em alguns casos tradução. A lição é: toda essa troca de experiências, as dicas, os conselhos, as aulas e as pessoas que você conhecerá te ensinaram, de inúmeras maneiras, a de fato se tornar um escritor.

 

A resposta à pergunta título do post é: sim, vale muito a pena fazer oficinas e cursos de criação literária, é lá que o incrível mundo da escrita começa e pode ser seu empurrãozinho para o mercado literário.

Dayane Manfrere Autor

Comunicóloga como primeira formação se aventura agora no mundo das Letras. Colunista e revisora no Homo Literatus (as vezes também traduz). Escreve seus pensamentos no Enquanto a Chuva Caí e tem uns contos publicados por aí. Uma Shakespeareana sem cura, que ama Poe, Wilde e Tchekhov.