5 Vídeos do 4º Festival Nacional do Conto que você precisa assistir

0
499

Elencamos cinco vídeos do 4º Festival Nacional do Conto que você precisa ver.

festival

Você sabia que há no Brasil um festival dedicado exclusivamente à arte do conto?

Sim, e já vem rolando há quatro anos. Sempre organizado pelo escritor Carlos Henrique Schroeder, e sediado em Santa Catarina. Autores como Luiz Vilela, João Silvério Trevisan, Ronaldo Bressane , Luci Collin , Marcelo Moutinho, Antônio Xerxenesky, Leandro Sarmatz, Julián Fuks, Luiz Felipe Leprevost, Silveira de Souza, Veronica Stigger, Santiago Nazarian, Ivana Arruda Leite, Marcelino Freire, Nelson de Oliveira, Joca Reiners Terron, Daniel Galera, Tony Monti, Marne Guedes, Diogo Henriques, Elvira Vigna, João Anzanello Carrascoza, Paulo Scott, Luiz Felipe Leprevost, André de Leones,  Luís Henrique Pellanda, Ricardo Lísias e Luiz Ruffato já passaram pelo evento.

Mas a edição deste ano já passou. Aconteceu de 19 a 25 de maio, em Florianópolis. Estiveram neste IV festival escritores como: Sérgio Sant’Anna, Altair Martins, Rafael Gallo, Sérgio Medeiros, Péricles Prade, Daniel Pellizari, André Sant’Anna, Paulo Sandrini, Fábio Brüggemann, Sérgio Fantini, Luiz Roberto Guedes, André Timm, Márcia Denser, Noemi Jaffe, Cíntia Moscovitch e Luísa Geisler. No entanto, como acontece todos os anos, após o evento o SESC disponibiliza os vídeos das mesas de discussão na íntegra. Bacana, não?

Essa é a sua deixa para conferir abaixo estas discussões com os grandes contistas da atualidade.

***

Bate-papo com Sérgio Sant’Anna (19/05)

Abertura oficial do 4a Festival Nacional do Conto: homenagem e bate-papo com Sérgio Sant’Anna (RJ). Mediação de Kelvin Falcão Klein.

Sérgio Sant’Anna nasceu no Rio de Janeiro em 1941 e estreou na literatura em 1969, com “O Sobrevivente”, livro de contos que o credenciou para participar do International Writing Program da Universidade de Iowa, nos Estados Unidos. Com dezessete livros, muitos prêmios e duas adaptações de seus livros para o cinema, Sérgio Sant’Anna é hoje um dos grandes escritores brasileiros em atividade, e sua prosa experimental e transgressiva é inspiração para diversas gerações de escritores e leitores. Embora já tenha publicado poesia, peças de teatro, novelas e romances, ele se considera um contista: “Me dou melhor com formas mais breves. Tenho muito mais tendência à narrativa curta do que ao romance. O conto me permite experimentar mais.”

 

Breves mitologias (20/05/2014)

Com Altair Martins (RS), Rafael Gallo (SP), Sérgio Medeiros (SC) e Péricles Prade (SC). Mediação de Katherine Funke.

Quatro escritores numa conversa franca sobre a mitologia que cerca os processos criativos do conto. Altair Martins, vencedor dos prêmios Moacyr Scliar e Açorianos (“Enquanto água”, contos) e São Paulo de Literatura (“A parede no escuro”, romance), encontra Rafael Gallo, vencedor do Prêmio Sesc de Literatura (“Revéillon e outros dias”, contos) e duas das mais importantes vozes da literatura no estado de Santa Catarina: os poetas, tradutores e contistas Sérgio Medeiros (“O desencontro dos canibais”, contos) e Péricles Prade (“Alçapão para gigantes” e “Ao som do realejo”, contos).

 

Pico na veia (21/05/2014)

Com Daniel Pellizari (RS), André Sant’Anna (SP), Paulo Sandrini (PR) e Fábio Brüggemann (SC). Mediação de Demétrio Panarotto.

Quatro dos mais inventivos contistas brasileiros fervilhando ao redor da máxima “um bom conto é pico certeiro na veia”, de Dalton Trevisan.

Daniel Pellizari (“O Livro das Cousas que Acontecem” e “Ovelhas que Voam se Perdem no Céu”, contos) fervilha com o contista, romancista e músico André Sant’Anna (“O Brasil é bom” e “Inverdades”, contos) e, também, com o contista Paulo Sandrini (“Códice d’incríveis objetos & Histórias de Lebensraum” e “O estranho hábito de dormir em pé”, contos) e Fábio Brüggemann (“Riomadrenses” e “Fabulário de ilustres desconhecidos”, contos).

 

Solidão na ponta da vírgula (22/05/2014)

Com Sérgio Fantini (MG), Luiz Roberto Guedes (SP) e André Timm (SC). Mediação de Demétrio Panarotto.

O ato solitário da escrita, a vírgula como uma faca que espreita a solidão dos personagens. Sérgio Fantini (“Novella” e “A ponto de explodir”, contos), Luiz Roberto Guedes (“Dez romances breves” e “Alguém para amar no fim de semana, contos”) e André Timm (“Insônia”, contos) com as mesmas vinte palavras girando ao redor do sol que as limpa do que não é faca (trecho do poema de João Cabral de Melo Neto para Graciliano Ramos). 

 

Contofantasma (23/05/2014)

Com Márcia Denser (SP), Noemi Jaffe (SP), Cíntia Moscovitch (RS) e Luísa Geisler (RS) .  Mediação de Katherine Funke.

O olhar afiado de quatro grandes contistas sobre suas próprias produções, num encontro clássico de gerações e estilos. Márcia Denser (“Tango Fantasma” e “Diana Caçardora”, Contos), Noemi Jaffe (“A verdadeira história do alfabeto”, contos), Cíntia moscovich (“Arquitetura do arco-íris” e “Essa coisa brilhante que é a chuva”, contos) e Luísa Geisler (“Contos de mentira”, contos) no limite da linguagem.