7 livros sobre o amor para se ler ao menos uma vez na vida

7 livros sobre o amor e as suas mais variadas formas para que se possa ter uma boa pincelada sobre o tema – e por que não melhorar enquanto pessoa?
7 livros sobre o amor para se ler ao menos uma vez na vida
Cena do filme Antes do amanhecer

Os livros sobre o amor são sempre os primeiros a serem lembrados pela maioria. Seja porque são bons, uma construção social ou porque vendem bem, o fato é que todo mundo lembra – e gosta de uma história do gênero.

Trágica, engraçada, inspiradora, tensa, há muitas visões sobre o tema. Os livros sobre o amor são tantos, e as suas abordagens tão diversificadas, que escolher sete é pouco. No entanto, é uma forma de indicar algumas das melhores leituras sobre o tema.

Entretanto, como sempre, esta lista é limitada. Portanto, faltará alguns, para não dizer muitos, títulos. Se você tem outra ideia, compartilhe com a gente nos comentários.

VEJA TAMBÉM:

A MALDIÇÃO GOETHIANA: A MAIOR ONDA DE SUICÍDIOS EM MASSA DA HISTÓRIA DA LITERATURA
RESENHA: NORWEGIAN WOOD, HARUKI MURAKAMI
O AMOR NATURAL (LINK DO LIVRO NA EDITORA)

***

O sofrimento do Jovem Werther, Goethe

O clássico do romantismo, responsável por vários suicídios à época, o romance trata do amor impossível de Werther e Charlote. Ela está prometida para outro homem e o jovem Werther não consegue conter sua paixão tempestuosa. Escrito de forma epistolar, a sua beleza vai muito além da história. Levando ao extremo os ideias do romantismo, Werther nos apresenta um livro sobre o amor na sua forma mais extrema.

 

Otelo, William Shakespeare

Não, nada de Romeu e Julieta. A trama gira em torno da traição, da inveja e da desconfiança. Para nós, da suspeita de Otelo de que sua esposa, Desdemona, possa tê-lo traído. Instigado por Iago, o personagem-título é conduzido a desconfiar dela sem nenhum motivo e acaba pagando caro por sua inocência e fúria. Um belo e trágico livro sobre o amor escrito por um dos grandes dramaturgos ocidentais.

 

O idiota, Fiódor Dostoievski

O príncipe Michkin, um sujeito quixotesco, retorna a São Petesburgo depois de anos e acaba se envolvendo com Nastássia Filíppovna. No entanto, Rigójin, rico abastado e hedonista, também se interessa por ela e a história se desenvolve a partir desse triangulo amoroso. Muito mais que um livro sobre o amor, O idiota vai tratar da questão: uma pessoa boa como Michkin tem lugar na sociedade?

 

Tristessa, Jack Kerouac

O protagonista de Tristessa acaba de se apaixonar. No entanto, o alvo das suas paixões é uma prostituta viciada em morfina com um passado terrível. Este não é um livro sobre o amor, antes uma descrição quase poética de uma história real. Kerouac nos descreve a vida e o relacionamento que ele e Tristessa tentam manter em meio a reflexões budistas, visões sobre natureza sórdida da humanidade e do amor, entre outros. Não é o livro recomendado para você caso esteja em um mal momento.

 

Norwegian Wood, Haruki Murakami

Toru Watanabe chega a Tóquio para estudar na faculdade e reencontra Naoko, a namorada do seu melhor amigo na adolescência. Além disso, nas idas e vinda, seu caminho cruza com o o Midori, uma jovem ativa e alegre que estuda na mesma universidade que Toru. A relação dos três entremeia muito mais do que amor, falando sobre suicídio, a perda, laços e como lidar com as grandes mudanças da passagem da adolescência para a vida adulta.

 

O amor nos tempos do cólera, Gabriel Garcia Marquez

Um dos grandes livros sobre o amor de todos os tempos, esse romance trata da história de Florentino e seu amor por Fermina. Ambos se conhecem durante a juventude e ele desenvolve uma forte paixão por ela. Contudo a família é contra e Fermina se casa com outro. Ao ficar viúva 53 anos, ela se reencontra com Florentino, e eles vivem enfim sua história de amor.

Mestre da narrativa e do realismo mágico, Garcia Marquez nos proporciona uma das mais belas leituras sobre o tema jamais escritas.

 

Amor Natural, Carlos Drummond de Andrade

Uma lista com livros sobre o amor tem de ter um livro de poesia. No caso, este não é um livro comum ou típico da profundida drummoniana. Este livro póstumo traz poemas do grande poeta brasileiro sobre o tema, mas não no enfoque habitual. Os versos são eróticos e até mesmo pornográficos. Ele fala sobre o amor, é claro, só que na sua faceta mais carnal e natural possível. Um grande livro não apenas porque é Drummond, mas também porque aborda o sexo e a nossa relação com ele e o amor de forma divertida.

José Figueiredo Author

Coeditor do HL, participante do 30:MIN, idealizador e editor da Pulp Fiction. Um completo desastre na vida.