Cláudio Portella

14 POSTS 0 COMENTÁRIOS
É escritor, poeta, crítico literário e jornalista cultural. Autor dos livros Bingo! (2003), Melhores Poemas Patativa do Assaré (2006; 1ª reimpressão, 2011; Edição em ebook, 2013), Crack (2009), fodaleza.com (2009), As Vísceras (2010), Cego Aderaldo (2010), o livro dos epigramas & outros poemas (2011), Net (2011), Os papéis que meus pais jogaram fora (2013) e Cego Aderaldo: a vasta visão de um cantador (2013). Colabora em importantes publicações do Brasil e do exterior. Ganhou o concurso de conto da UBENY - União Brasileira de Escritores em Nova York.

Tudo azul de bolinhas brancas: Tércia Montenegro em romance adulto

0
Considerações sobre o romance Turismo para cegos, de Tércia Montegro. Antes de tudo é preciso dizer que a escritora conseguiu, creio que por ser o romance...

Botei o papel na máquina

0
Começo de maneira totalmente diferente da que pretendia. Não sei se esta, ou qualquer outra que imaginei antes, é a melhor maneira de começar...

O Evang`Hélio pagão de Oiticica

2
Evang`Hélio pagão (a fonética diz tudo evangelho, onde toda forma de arte é doutrina; pagão - a obra de Hélio Oiticica não foi, não...

Pequeno tratado da prosa poética

4
Neste ensaio: "Todo exercício poético, principalmente as vanguardas, não edificam o mundo. Retratam-no, mas não o constrói. A poesia não é divina, é humana....

Orígenes Lessa descortina vida e feitos de um dos maiores sanitaristas...

0
Contam que Noel Nutels, enfermo no hospital, recebe a visita de militares que circundando seu leito perguntam como ele está. No que responde: “Como...

Conto: Nuvens

0
Manhã de chumbo. Nuvens? Nuvens! O urso polar. A roda gigante. O pirulito. Ele. Lentamente ele passa. Depois ele. Ele. Ele. Ele. Uma caravana deles...

5 contos para ler em 1 minuto

1
Verdade Gozei gostoso e sussurrei no ouvido dela a maior mentira universal: "eu te amo!". Ela me empurra e nega "ama nada!". O amor assusta, mesmo quando...

Outras pequenas crônicas do escritor defenestrado

0
Quarta Escrever uma carta sem raiva. Chega de escrever com raiva. Estamos em pleno dia 24. Leminski já tratou disso com críticas cheias de zanga....

Pequenas crônicas do escritor defenestrado

0
Primeira O amor é tão velho feito um enlatado americano. Hollywood inventou o amor. Aprendi tudo o que sei sobre o amor na Sessão da...

Sobre camisas com listras grossas e os protestos provocados pela internet

0
Pequena crônica Não acreditem em homens que usam camisas com listras grossas! E não me perguntem o por quê! Talvez seja piração e eu não...