Início Autores Posts por Cláudio Portella

Cláudio Portella

14 POSTS 0 COMENTÁRIOS
É escritor, poeta, crítico literário e jornalista cultural. Autor dos livros Bingo! (2003), Melhores Poemas Patativa do Assaré (2006; 1ª reimpressão, 2011; Edição em ebook, 2013), Crack (2009), fodaleza.com (2009), As Vísceras (2010), Cego Aderaldo (2010), o livro dos epigramas & outros poemas (2011), Net (2011), Os papéis que meus pais jogaram fora (2013) e Cego Aderaldo: a vasta visão de um cantador (2013). Colabora em importantes publicações do Brasil e do exterior. Ganhou o concurso de conto da UBENY - União Brasileira de Escritores em Nova York.

Tudo azul de bolinhas brancas: Tércia Montenegro em romance adulto

0
Considerações sobre o romance Turismo para cegos, de Tércia Montegro. Antes de tudo é preciso dizer que a escritora conseguiu, creio que por ser o romance de estreia atentou para a questão (inclusive sinalizada por mim...

Botei o papel na máquina

0
Começo de maneira totalmente diferente da que pretendia. Não sei se esta, ou qualquer outra que imaginei antes, é a melhor maneira de começar esta crônica. E não me conformo em não saber. A...

O Evang`Hélio pagão de Oiticica

2
Evang`Hélio pagão (a fonética diz tudo evangelho, onde toda forma de arte é doutrina; pagão - a obra de Hélio Oiticica não foi, não é, e jamais será batizada) lembra uma história que talvez...

Pequeno tratado da prosa poética

4
Neste ensaio: "Todo exercício poético, principalmente as vanguardas, não edificam o mundo. Retratam-no, mas não o constrói. A poesia não é divina, é humana. É o homem descrevendo, nunca criando, a invenção de Deus....

Orígenes Lessa descortina vida e feitos de um dos maiores sanitaristas do Brasil

0
Contam que Noel Nutels, enfermo no hospital, recebe a visita de militares que circundando seu leito perguntam como ele está. No que responde: “Como o Brasil, na merda e cercado de militares”. Orígenes Lessa...

Conto: Nuvens

0
Manhã de chumbo. Nuvens? Nuvens! O urso polar. A roda gigante. O pirulito. Ele. Lentamente ele passa. Depois ele. Ele. Ele. Ele. Uma caravana deles desfila no céu de chumbo sem nuvens: Ele. Ele. Ele....

5 contos para ler em 1 minuto

1
Verdade Gozei gostoso e sussurrei no ouvido dela a maior mentira universal: "eu te amo!". Ela me empurra e nega "ama nada!". O amor assusta, mesmo quando mente.   A morte de um sambista brilhante Para Assis Valente Guaraná com formicida...

Outras pequenas crônicas do escritor defenestrado

0
Quarta Escrever uma carta sem raiva. Chega de escrever com raiva. Estamos em pleno dia 24. Leminski já tratou disso com críticas cheias de zanga. Torquato não teve tempo de abandonar o ódio. Morreu antes...

Pequenas crônicas do escritor defenestrado

0
Primeira O amor é tão velho feito um enlatado americano. Hollywood inventou o amor. Aprendi tudo o que sei sobre o amor na Sessão da Tarde. Meu dicionário de frases feitas, engraçadas e espertinhas, é...

Sobre camisas com listras grossas e os protestos provocados pela internet

0
Pequena crônica Não acreditem em homens que usam camisas com listras grossas! E não me perguntem o por quê! Talvez seja piração e eu não saberia responder; saudade de Mary, que não fumo, digo, que...