Estela Santos

104 POSTS 2 COMENTÁRIOS
Colaboradora do Homo Literatus, professora, mestra em Letras - Estudos Literários e mediadora do #LeiaMulheres. Twitter: @psantosestela

Literatura: serve para quê?

Mas afinal de contas, a literatura serve para quê? Na maioria das vezes, lemos uma obra literária e não nos perguntamos qual é a função...

Entre as falsas e verdadeiras citações clariceanas

Todos sabem o quanto citações de Clarice Lispector circulam nas redes sociais, sobretudo no Facebook. Mas essas citações são, de fato, da escritora ou são apenas...

Reinações de Narizinho: a obra-prima de Monteiro Lobato

Reinações de Narizinho, obra-prima de Monteiro Lobato, é atual e atemporal, tanto esteticamente quanto artisticamente Neste livro, forma-se todo o núcleo de personagens de várias das histórias...

Quarto de Despejo – Diário de uma Favelada: a escrita como...

Carolina Maria de Jesus, moradora da antiga favela do Canindé, em São Paulo, relatou em seu diário o cotidiano miserável de uma mulher negra,...

A Divina Comédia por Salvador Dalí

O artista catalão Salvador Dalí (1904 – 1989), um dos maiores nomes do surrealismo, fez cem gravuras inspiradas em uma das maiores obras da...

O código de leis como assento: O círculo de giz caucasiano,...

O círculo de giz caucasiano, do dramaturgo alemão Bertold Brecht, escrito em 1944, é uma obra-prima do teatro épico. A primeira montagem brasileira da peça foi...

10 Filmes adaptados de obras da literatura brasileira

Literatura Brasileira: das páginas dos livros às telas dos cinemas Quando o assunto é “o livro virou filme” sempre vem à tona algumas discussões acerca...

Tirania e violência em Cinzas do Norte, de Milton Hatoum

Cinzas do Norte, terceiro romance de Milton Hatoum a ganhar o prêmio Jabuti, é um convite a uma viagem pelos primeiros anos da ditadura...

1933 Foi um ano ruim, de Jonh Fante, ou viver para...

1933 Foi um ano ruim, do romancista estadunidense John Fante, é o tipo de romance que lemos e desejamos que pessoas (sensíveis) ao nosso...

Os períodos secretos de Marguerite Duras em “O amante”

"Tudo começou assim na minha vida, com esse rosto visionário, extenuado, as olheiras antecipando-se ao tempo, à experiência". (DURAS, 1985, pag. 13)   Comecemos definindo O amante, se é...