CULTURA DE INTERNET: Como Evitar Navios Grandes

0
631

Em sua avaliação, o New York Daily News o chamou de “O Melhor livro de todos” enquanto o Publishers Weekly controversamente o chamou de “O Pior livro de todos”. Afinal, que livro é esse?

Você anda pela livraria passando os olhos de capa em capa, as belas ilustrações e títulos enfeitados dos livros de fantasia (o casal caucasiano quase se beijando deve ser um novo livro do Nicholas Sparks), e aí tem esse livro novo: O Chamado do Cuco. Como você nunca leu nada desse Robert Galbraith ainda, prefere não arriscar.

Seus olhos enfim se deparam com uma capa com uma imagem de um navio e o título chama a sua atenção: Como Evitar Navios Grandes – ou eu nunca conheci um navio de que gostei. Esse foi o título que em 1982 o Capitão John W Trimmer deu para seu livro técnico que dava conselhos sobre que medidas tomar para evitar navios grandes como cargueiros, além de anedotas e informações sobre os procedimentos operacionais.

 

How-to

 

Em 1998, o livro ganhou o Prêmio Bookseller/Diagram para Título mais Estranho do Ano. E foi marcante ao ponto da primeira compilação dos vencedores referenciá-lo em seu título: How to Avoid Huge Ships and Other Implausibly Titled Books (2008). Mas isso foi antes de existir essa linda cultura de massa, pois logo que os primeiros exemplares foram colocados à venda no site da Amazon, houve uma explosão de análises críticas do tão aclamado livro. Dentre as melhores:

Nota 5 de 5 – Uma análise paterna

Como o pai de dois adolescentes, eu considero este livro inestimável. Tenho certeza de que outros pais aqui vão simpatizar comigo quando digo que eu estremeço só de pensar da presença crescente de navios enormes nas vidas meus filhos. Eu certamente me lembro do problema que causei há muito tempo atrás para os meus pais quando eu comecei a experimentar navios grandes. As longas viagens intercontinentais que mantiveram minha mãe e meu pai acordados a noite toda cheios de preocupação. E nem me deixe falar sobre os protocolos internacionais quando o transporte de cargas perecíveis. Para pensar, eu era ainda mais jovem do que os meus filhos são agora! Os navios grandes estão em toda parte e a Televisão e o filmes não ajudam nada quando fazem navios enormes parecerem glamorosos e legais. Este livro realmente me ajudou a abordar o assunto de navios grandes com meus filhos de uma forma honesta e sem julgamentos. Por causa das ideias que este livro providenciou, eu posso dormir um pouco melhor e lidar com a realidade que eu não posso sempre estar lá para proteger meus filhos de navios grandes, especialmente quando eles se tornarem adultos. Estou confiante que meus filhos, quando confrontados por um navio enorme, estarão muito bem mais preparados para tomar decisões do que eu estava. Pelo menos meus filhos certamente sabem que podem sempre vir a mim se tiverem dúvidas, perguntas ou só precisarem de meu apoio quando se tratar do tema de navios grandes. (Por Noel D. Hill, tradução livre)

 

Nota 5 de 5 – Leia como um Romance Policial!

Eu comprei “Como Evitar Navios Grandes” junto com outros títulos excelentes Capitão Trimmer: “Como Evitar um Trem”, e “Como Evitar o Empire State Building”. Estes livros são rápidos, bem escritos e o conhecimento fundamental encontrado neles é tão inspirador quanto informativo. Depois de lê-los eu não fui atingido por nada maior do que um ônibus. Obrigado capitão! (Por Citizenfitz, tradução livre)

 

Nota 1 de 5 – Muito Infomativo.

Li este livro antes de sair de férias e não conseguia encontrar meu navio de cruzeiro no porto. Férias arruinadas. (Por Dan, tradução livre)

 

Nota 5 de 5 – Muito melhor do que a sequência, “Como atropelar barcos pequenos.”

Depois de ler este livro, eu descobri exatamente o que eu estava fazendo errado toda vez que eu era atropelado por navios no rio Mississippi. Eu sempre me fingia de morto e esperava que os barcos fossem embora, como me foi ensinado por um livro que li, “Como sobreviver a ataques de urso.” Eu pensei que as lições ensinadas por esse livro se aplicavam a tudo na vida mas é claramente destinado apenas ursos. Agora estou sobrevivendo as hidrovias melhor do que uma plataforma de petróleo da BP. (Por Adrian “Adrian In Orlando”, tradução livre).

 

How to Avoid Huge Ships está a venda no site da Amazon, bem aqui.