Gosto de Literatura, então é uma boa ideia fazer o curso de Letras?

O curso de Letras é o lugar certo para quem gosta de literatura? É uma boa ideia ingressar nessas faculdade? Ou melhor, o curso de Letras faz o que, afinal?
Curso de Letras tem boas bibliotecas?
Curso de Letras tem boas bibliotecas?

O curso de Letras vai te matar enquanto leitor ou futuro escritor ou pelo menos vai tentar. Pode parecer taxativo demais, porém é real.

De fato, se você ama a leitura, a literatura e todo o jogo envolvido, este provavelmente não é o seu lugar. O que te espera é um mar de interpretações e teorias, nada mais. Claro, há exceções, mas o geral é isto.

Quem fala é alguém que entrou no curso de Letras por amar a Literatura, não custa avisar.

No entanto, o curso apenas a disseca como um corpo. Cria teorias, discute-as, faz congresso sobre elas. No fim, literatura que é bom mesmo não há.

O amor à literatura é reduzido a referenciais teóricos e o encaixe deles ou não. Fala-se muito de Barthes, Derrida, Foucault, Bakhtin, Adorno, Benjamin. Também se canoniza Antônio Cândido e Schwartz.

Há muitos outros, mas fiquemos nesses.

VEJA TAMBÉM:
POR QUE O BRASILEIRO LÊ TÃO POUCO
70% DOS BRASILEIROS NÃO LERAM EM 2014, APONTA PESQUISA

Fala-se das avaliações dessas pessoas sobre os livros que gostamos e o porquê devemos gostar deles ou não. Fala-se nada sobre gosto e o porquê ele deve entrar na conta. Fala-se menos do porquê isso é expurgado. Enfim, como dá para ver, fala-se pouco de literatura.

(Um adendo. Se você está se perguntando como isso afeta depois a questão problemática da aula de literatura no ensino médio, você está no caminho certo. Contudo, isso é assunto para outra hora.)

O curso de Letras vai te trazer muita coisa: teorias sobre a literatura, visões sobre língua e linguagem, aporte teórico e filosófico, contato com livros clássicos.

Se você quer ser escritor, não faça Letras. Na verdade, corra.

Não por acaso, a maioria dos escritores hoje não saem daí. O curso em si está trancado dentro de uma armadilha metodológica criada por ele mesmo. Se quiser escrever, faça oficinas, escreva muito e erre bastante, converse com outros escritores. A Letras não te tornará um escritor – no máximo, um professor ou um acadêmico.

Dessa forma, se você quer aprender Literatura, há outras formas. Leia bastante, pense sobre o que leu, leia outras pessoas falando sobre o tema. Porém, por favor, evite o curso de Letras. Ao menos que você queira um diploma na área e/ou ensinar em escolas, não faça isso.

Assim, o grande paradoxo do curso de Letras é que o lugar que teoricamente estuda Literatura é um dos que faz mais mal a ela. É triste, porém verdade. Não entre imaginando pessoas cultas. Não espere grandes discussões sobre livros. Você verá discussões sobre a visão de certas pessoas sobre certos livros. E só.

(E nem tente trazer a discussão das leituras de massa para o seu próprio bem.)

Eu sei, pode parecer devastador e triste, concordo. Porém, felizmente, a Literatura não é apenas o curso de Letras. Ela sempre existiu, antes dele, e sempre existirá. Não nos tornamos leitores por causa dele, apenas chegamos no curso como resultado. Assim, divirta-se lendo.

Há ainda o fato de que, caso queiram, alguém pode entrar no curso e mudá-lo. Seria bom e produtivo. Aos corajosos, boa sorte e coragem.

Você estudou ou estuda Letras? Compartilhe as suas experiências nos comentários.

José Figueiredo Author

Coeditor do HL, participante do 30:MIN, idealizador e editor da Pulp Fiction. Um completo desastre na vida.