Descontextualizando: E é na livraria que eu sou feliz! – Desiree Perrone

1
377

Refazendo meu playList literário para 2013, encontrei na Saraiva, uma grande livraria aqui de Porto Alegre, um romance queridinho. Ou melhor, um romance que nos traz outro muito queridinho. Trata-se de “Alice no País dos Espelhos.” Pois é, também fiquei curiosa pra saber o que um teria com o outro, se seria só o nome das personagens, se seriam as mesmas personagens. E o enredo? Iguais? Diferentes? Parecidos? Continuações? O que seria? Uma dica que estava estampada na capa era o nome do Lewis Carrol. Então, algo havia entre as duas histórias.

Segundo a sinopse que li, trata-se de uma continuação de Alice no País das Maravilhas. Como se fosse um Alice parte dois. No pais dos espelhos Alice tem de ultrapassar vários obstáculos – estruturados como etapas de um jogo de xadrez – para se tornar rainha. À medida que ela avança no tabuleiro, surgem outros tantos personagens instigantes e enigmáticos. Fiquei com vontade de lê-lo e trouxe pra casa. Comprei mais um exemplar e darei a um sobrinho que já havia me falado sobre o assunto.

Alice para mim é um xodó. Tenho um apreço por ele e acho já falei aqui. Mas, como eu gosto de relembrar, Gabrielle estava na barriga quando li esse livro para a faculdade. Li para ela, inclusive. Na aula de análise, ela pulava na barriga a cada momento em que Alice era pronunciado. Por pouco nao a chamei de Alice. Deveria, pois que personagem e criança se assemelham. Em sua tagarelice e curiosidade. Fora a paixão por coelhos brancos.

Então, meu playlist literário, terá também um toque de apreço. Assim que eu terminar, playlist e leitura do pais dos espelhos prometo dividir com vocês sobre o que li. Combinado?
Um bom fim de semana queridos!!!