Meu Pé de Laranja Lima ainda na mira dos curiosos por ter sido ligado a acusações de apologia à pedofilia em canção K-Pop

0
1035

 A polêmica história da cantora K-Pop IU, que sensualizou Zezé, de Meu Pé de Laranja Lima, em música criticada pelos fãs

A cantora K-Pop IU no clipe da música Zeze
A cantora K-Pop IU no clipe da música Zeze

Meu Pé de Laranja Lima, de José Mauro de Vasconcelos, publicado pela primeira vez em 1968, já foi traduzido em mais de 40 línguas, ganhando inclusive uma versão em quadrinhos na Coreia do Sul em 2011. Muita gente ainda não sabe, ou está sabendo agora, em janeiro de 2016, que, nos últimos meses, ele tem sido muito procurado por alguns fãs de K-Pop (e curiosos) após a longa e densa polêmica sobre a canção de uma das cantoras do movimento, IU (Lee Ji Eun), ter supostamente sensualizado a história de um menino de cinco anos, Zezé, em seu último álbum, lançado no segundo semestre de 2015.

Todos julgaram a letra da música Zezé como apelativa, fazendo alusão clara à pedofilia. E a imagem da cantora não colabora para a criação de uma reflexão diferente; já que por várias vezes ela se utilizou de uma imagem infantilizada para tratar de assuntos mais sensuais em suas canções. Em sua defesa, ela se desculpou e explicou:

Juro que não escrevi a letra para sensualizar uma criança. (…) Depois de ouvir as opiniões daqueles que escutaram a canção, percebi que seu conteúdo pode ter soado ofensivo. Como a autora, eu assumo a responsabilidade pela forma imatura com a qual escrevo as letras das músicas.”.

IU também contou à mídia que o Chat-Shire é um álbum criado com base em personagens fictícios de romances infantis que significam algo para ela hoje, que tem 22 anos. A editora responsável pela tradução do livro na Coreia, Dongnyok, havia confessado sua insatisfação sobre um menino de cinco anos ter sido tratado como objeto sexual. No Facebook, eles declararam:

Zezé é uma criança de cinco anos de idade que é abusada por sua família e é cheia de dores. Muitos leitores choram com suas palavras, como “Por que toda criança tem que crescer?”. Entretanto, na música feita sob o ponto de vista da árvore ele é astuto? Meu pé de Laranja Lima é também um romance autobiográfico que visa consolar os diversos Zezés que podem estar sofrendo, até mesmo agora. O autor tinha uma intenção e, ainda sim, você interpreta o trabalho dessa forma.”

E ainda:

Claro que há liberdade de escrever e interpretar como quiser. No entanto, é extremamente lamentável que você tenha usado uma criança de cinco anos de idade, Zezé, como um objeto sexual, principalmente quando ele está sofrendo. A liberdade de expressão é algo aceitável quando o público simpatiza com ela. Colocar Zezé em uma meia arrastão e fazê-lo passar por uma garota Pin-up… A garota Pin-up tem vários elementos de extrema comercialização e sexualização.”.

Posteriormente, a editora também se desculpou por suas falas, professando que a antiga declaração precisa ser considerada apenas como mais um ponto de vista e que ouviriam, humildemente, todas as opiniões diferentes dirigidas a eles sobre o tema.

A letra da canção possui trechos bem sugestivos como:

Zezé, escale a árvore.
Pegue a folha mais nova, aqui está.
Leve esta flor que é única.
Me escale”

“Você é tão inocente, mas também é tão astuto!
Você é tão ingênuo, como uma criancinha.
Mas ainda assim é tão sujo!”

“Apenas mais um toque
Eu espero por você aqui todos os dias
Venha e pegue tudo
Eu quero te chamar outra vez
Eu espero por você aqui todos os dias
Você vira as costas tão friamente,
mas você virá me ver de novo amanhã à noite”.

 Além disso, a melodia não contribui para que pensemos outra coisa, com um ritmo que está longe de ser associado a algo mais puro. Muitos ainda opinam: “imagine se fosse um cantor”. E, para quem não conhece Meu Pé de Laranja Lima, provavelmente não há interpretação mais inocente. Bem, independente da interpretação, nosso Zezé ganhou mais fãs com essa polêmica – e IU também, diga-se de passagem… Mesmo agora, meses depois da primeira crítica, muitos se chocam ao escutar a música.

Este é o clipe divulgado pela cantora:

 No Brasil, o livro inspirou três novelas e dois filmes, sendo um deles mais recente, de abril de 2013. Para quem não leu e está curioso para saber quem, afinal, é Zezé, foi divulgado, no ano do último lançamento, um vídeo que o próprio personagem se apresenta ao público:

Vale uma conferida nos dois vídeos e também uma astuta comparação! Além, claro, da leitura do livro.