Representação da Tragédia Grega na HQ da Mulher-Maravilha ‘Hiketeia’

Antes de qualquer coisa, Hiketeia é uma HQ da Mulher-Maravilha, no qual ela enfrenta o Homem Morcego, e como vocês podem perceber pela imagem de capa, ele é “derrotado”

A HQ da Mulher-Maravilha Hiketeia narra a história de uma assassina, Danielle Wellys, que vivia em Gotham. Após cometer uma série de assassinatos ela começa a ser perseguida pelo Batman, então a jovem foge da cidade e busca auxílio junto à Mulher-Maravilha, mas ela só consegue a ajuda após utilizar O Sagrado Juramento da Hiketeia, que consiste em se tornar “escravo” daquele a quem se pede ajuda.

Segue o Juramento da Hikiteia:

Capa da HQ “Hiketeia”

Venho me orferecer
em súplica,
a ti, minha alma.
Venho sem proteção.
Venho sem alternativas.
Sem honra, sem esperança.
Sem nada além de mim mesma
para implorar tua proteção.

Em tua sombra vou servir.
Pelo teu hálito vou respirar.
Por tuas palavras vou falar.
Por tua misericórdia vou viver.

Com todo meu coração,
com tudo o que tenho para oferecer,
eu te imploro, em nome de Zeus,
que zela por todos os suplicantes:
ACEITA MEU PEDIDO.”

Após aceitar o pedido da suplicante, Danielle, a protetora, Mulher-Maravilha, tem algumas obrigações, como cuidar da suplicante, protegendo-a, alimentando-a, vestindo-a. E a protetora só se libertará de sua função caso a suplicante a liberte, caso contrário ela terá que protegê-la a todo o custo, inclusive lutar contra seus amigos caso seja necessário.

“Mas a Mulher Maravilha não pode abandoná-la ou deixar que ela seja julgada pelos crimes? Porque a Danielle também cometeu crimes. ”

Diana não questionou o pedido, nem mesmo perguntou o porquê dele, ela simplesmente o aceitou e no momento em que aceitou não poderia mais voltar atrás, ela sabia que havia algo por trás de tudo e que a Danielle estava correndo perigo e mesmo assim ela aceitou ajudar a garota, sem questionar, e mesmo depois de descobrir sobre os crimes cometidos ela, não podia mais voltar atrás porque caso desistisse ela seria morta pelas Fúrias.

O que são as Fúrias?

São três irmãs, deusas gregas antigas, que tem a função de religar o céu com a terra eliminando os pecados dos mortais, e consequentemente, os mortais que os cometiam. Por exemplo, se um filho matar a sua a mãe as Fúrias vão atrás dele por conta do pecado de matricídio, se uma filha matar o pai elas vão atrás dela pelo crime de parricídio, se uma esposa matar o marido elas vão atrás da esposa, se o marido matar sua esposa elas vão atrás do marido. Basicamente elas buscam uma justiça vingativa contra o criminoso, não importando o motivo.

 

A tragédia grega na HQ da Mulher-Maravilha ‘Hiketeia’

Na HQ a Danielle tinha motivos para assassinar aqueles homens, eles haviam enganado sua irmã, dizendo que a ajudariam a realizar seus sonhos em Gotham, mas transformaram-na numa prostituta viciada – tiraram as roupas, dinheiro, documentos, tudo que ela podia ter e quando não tinha mais nada ela se “entregou” às vontades deles e por conta disso virou uma viciada em drogas – ocasionando assim sua morte por overdose. E como aqueles homens haviam engado a pobre menina as Fúrias foram buscar vingança, convenceram a Danielle a assassiná-los e assim ela o fez, matou um por um. Porém, como os assassinatos estavam ocorrendo em Gotham, Batman foi atrás da assassina buscando justiça. A menina fugiu da cidade, buscou ajuda da Mulher-Maravilha, contou para ela toda a história após o aparecimento do Batman, a Mulher-Maravilha lutou contra o Batman o “derrotou”, mas infelizmente não conseguiu proteger a Danielle que se matou por pressão da culpa e das Fúrias.

É possível perceber um ciclo de ódio e vingança que se estabeleceu. Aqueles homens bateram, estupraram e viciaram uma garota do interior, tornaram-na uma prostituta, e por cometerem esses crimes foram mortos. A Danielle que os matou, por vingança, também foi perseguida por cometer assassinato e no final acabou cometendo suicídio ocasionado pelas Fúrias – enquanto todos os pecados não forem perdoados, com a morte daquele que os cometeu, o ciclo não se fecha!

Antes de morrer Danielle libertou Diana de seu compromisso da Hiketeia, livrando assim a Mulher-Maravilha do ciclo de ódio e vingança causado pelas Fúrias.

É claro que a obra não se limita ao Hiketeia ou aos elementos culturais apresentados, mas também trás consigo referências a grandes obras literárias que a Grécia criou e hoje são consideradas clássicos.

Ao final da HQ se vê um diálogo entre a Mulher-Maravilha e o Homem Morcego, enquanto estes estão lutando, Diana protegendo a Danielle e Bruce tentando prender a garota e levá-la à justiça. Quando Batman percebe que lutar é inútil, que a Diana não vai desistir e nem ele e por mais que tente não conseguirá derrotar a Mulher-Maravilha através da força. Batman então resolve fazer o juramento da Hiketeia para Diana da mesma forma que Licaão fez a Aquiles na Ilíada e da mesma forma que Aquiles renegou Licaão, Diana renegou o Bruce.

Depois que a Danielle pula no mar, Diana grita pedindo socorro a Atenas, que foi a única que conseguiu parar a vingança das Fúrias segundo a tradição grega – na trilogia Oresteia, Atenas, junto a Apolo, defende Orestes da acusação de matricídio diante de um tribunal laico e após várias acusações e julgamentos Atenas convence as Fúrias a perdoar o crime de Orestes.

É claro que se tratando da Mulher-Maravilha muitos elementos gregos renascem, sejam mitos, comportamentos, heróis, deuses, etc. Então é relativamente fácil estabelecer as relações, mas o que eu quis buscar neste ensaio é a questão do trágico – por mais que eu não tenha citado. Segundo o dicionário Michaelis tragédia significa “1 teat Na Grécia antiga, peça em verso, de teor e caráter ao mesmo tempo lírico e dramático, em que figuram personagens heroicos e ilustres e em que a ação, própria para despertar e infundir a piedade e o horror, termina geralmente com um acontecimento funesto. 2 teat Peça, geralmente em versos, que termina com um acontecimento fatal. 3 teat O gênero trágico. 4 teat A arte de fazer ou representar tragédias. ”

E como é possível perceber pela leitura da HQ a história narrada se aproxima muito do trágico, da tragédia grega, e isso para os estudos contemporâneos de tragédia é importante, talvez seja o mais próximo que conseguimos fazer da grande tragédia grega. Mas este ainda é apenas um esboço, espero que tenham gostado, mais para frente farei um estudo mais completo, que pode confirmar a ideia da HQ como tragédia contemporânea ou não.

Gabriel Inácio Luz Author

Formado em Estudos Literários pela Unicamp. Gabriel é um amante das narrativas, independente do formato ou da mídia.