Os 10 posts mais lidos do Homo Literatus em 2014

0
531

Confira as matérias e resenhas que a galera mais curtiu, compartilhou e leu no ano de 2014.

Kafka-for-president_Homo_Literatus

Nem sempre o que é muito lido, consumido e indicado é ruim. Pelo menos não quando estamos falando de um público qualificado e de bom gosto como os leitores do Homo Literatus (ou seja, você). Por isso que temos orgulho de elaborar essa lista de posts, um verdadeiro menu – afinal, falar de comida sempre é bom, mesmo quando se trata de uma metáfora – para quem quer dar uma conferida no que os amantes do site mais leram no ano de 2014. Mas chega de papo, vamos para a lista.

Clique no título do texto para ler o post indicado na íntegra.

***

10 cartas de amor de grandes escritores (leia)

Décimo texto mais lido do site, afinal os gênios também amam. Pense no que Dostoiévsky, Lord Bryron, Machado de Assis, entre outros escritores incríveis escreveram para suas amadas!

Não à toa esse é um dos posts mais acessados do ano!

 

11 fotos de escritores sensualizando na praia (leia)

kerouac_burroughs-690x458

Por que o povo gostou desse post? Ver o Truman Capote quase pegando voo na praia, Beckett com suas bermudas sensuais, Clarice Lispector com uns pernões que ninguém imagina, o Twain precisando de uns abdominais, o Ginsberg mostrando sua vara, o Hemingway e seu peito semi-cabeludo e o Kerouac com a galerinha mais ou menos dele, não tem preço.

 

14 Personagens femininas inesquecíveis da literatura (leia)   

Se tem uma coisa que a gente do Homo Literatus curte fazer é montar lista entre os colaboradores. Tipo essa das personagens femininas inesquecíveis coisa e tal. Tem uma mulherada bem bacana nessa lista, e sempre se sai com umas indicações que você ainda não leu. Vale o clique.

 

17 Curiosidades Sobre a Coleção Vaga-Lume (leia)       

Este post saiu em 2013, mas é tiro e queda. Redivulgamos ele, e o povo vai alucinado querendo relembrar, entregar-se à nostalgia, dos anos de infância, das leituras emprestadas de bibliotecas de colégio dessa que é, provavelmente, a maior coletânea infanto-juvenil da literatura brasileira, a Coleção Vaga-Lume.

 

Links: 30 dos 100 melhores contos da literatura universal (leia)             

Tá aí de bobeira lendo aqueles autores de sempre? Aqueles que você curte, tudo bem, mas já leu uma porrada de livros dos caras? Puta, então você precisa dar um upgrade lendo umas coisas novas. Que tal experimentar esse post aqui, com links para grandes contos da literatura mundial. E o melhor, você lê online. Corre! Isso é uma ordem!

 

14 Livros para ler nas férias (ou durante o ano de 2014) (leia)

livros-ferias-690x460

Sabe aquele papo das listas ali em cima? Então, a galera do Homo Literatus fez esta no começo do ano, indicando livros para ler nas férias. Não à toa foi o quinto texto mais lido de 2014. Ouve boatos de gente que leu todas as indicações (se você ainda não leu, tá esperando o quê?).

 

O amor natural: o livro de poemas eróticos de Carlos Drummond de Andrade (leia)

Porque leitor também gosta, vai dizer que não? Pois é, essa resenha sobre o livro de poemas entre quatro paredes do Drummondão bombou mesmo. E olha que nem tinha trocadilho com cinza na capa ou no título do livro.

 

22 Conselhos de Stephen King para escritores(as) (leia)

O Stephen King é um dos mais lidos até aqui no Homo Literatus. Esta matéria é uma coletânea de dicas do mestre do terror contemporâneo sobre sua forma de escrever. Quem está se arriscando nos caminhos da ficção precisa dar uma olhada.

 

5 dicas para você ler todos os livros que deseja (ou tentar) (leia)

reading-690x460

Sim, o segundo mais lido em 2014 é um post de utilidade pública. Até mesmo porque leitor que é leitor tem uma pilha de livros não lidos que nunca se esgota, por mais que leia, leia e leia. Então esse post meio que pode salvar sua vida, é sério.

 

Livros publicados na data de seu nascimento (leia)

Não podia ser por menos, o post mais lido do ano é uma curiosidade muito bacana. Não que a gente acredite, tipo signo, que dependendo do livro lançado no ano que você nasceu sua digníssima pessoa vai ser isso ou aquilo. Mas é demais mesmo saber qual obra foi lançada, vai dizer que não?