Peça livros de Natal

Natal

Neste Natal, peça livros de presente. Ao Papai Noel, ao papai real, a si mesmo ou a quem quer que seja. Sim, claro, aceite outros presentes, de coração. Mas, se puder, peça livros. Livros não têm prazo de validade, não quebram nem lascam. Livros não saem de moda. Livros são a maneira mais econômica de viajar. Livros, novos ou antigos, nunca perdem seu charme.

Não se preocupe com o espaço. Livros não habitam estantes, frias e duras; habitam a imaginação. Livros devem ser emprestados, doados, repassados, relidos, reaproveitados. Livros nunca perdem sua utilidade. Livros não são enfeites, são portais. Livros são um caminho para as ideias, as emoções, o conhecimento e o prazer.

Neste Natal, compre livros de presente. É o investimento mais seguro. Presentear com livros é sinal de intimidade e sofisticação. Para o leitor apaixonado, será um êxtase. Para o leitor em formação, será um incentivo. Para o leitor resistente, uma bela tentativa. Livros são uma prova de amor e de inteligência.

Neste Natal, leia livros. Sim, celebre ao lado da família. Sim, coma guloseimas típicas. Mas, quando todos forem embora, antes de dormir, não se esqueça de folhear um pouco seu livro de cabeceira. E sonhar antecipadamente.

Feliz Natal, a todos os amantes da literatura!

Nicole Ayreshttp://sentimentosemcompotas.blogspot.com.br/
Professora de francês, Mestra em Teoria da Literatura pela UERJ, escritora e editora assistente no Homo Literatus. Apaixonada pelas palavras e pela vida. Não sabe definir os limites entre seu fazer artístico, professoral e humano, e nem pretende.
Nicole Ayreshttp://sentimentosemcompotas.blogspot.com.br/
Professora de francês, Mestra em Teoria da Literatura pela UERJ, escritora e editora assistente no Homo Literatus. Apaixonada pelas palavras e pela vida. Não sabe definir os limites entre seu fazer artístico, professoral e humano, e nem pretende.
- Advertisment -

Em Alta

- Advertisment -