Pequeno dicionário de gírias literárias

0
1544

As gírias também fazem parte do universo da literatura

livrGíria, ou jargão, é uma linguagem artificial, geralmente, incompreensível para quem não faz parte do mesmo grupo.Os círculos literários desenvolveram suas gírias e os sites e blogs voltados á literatura estão cheios de expressões e termos usados para designar desde situações até gêneros de escrita. Conheça e aprenda agora as principais gírias literárias (alguns termos também são usados em outras áreas):

ALTA LITERATURA – é a literatura considerada de alta qualidade, cultuada pelos críticos;

AUTOFICÇÃO – é um gênero híbrido, seria a junção da autobiografia com a ficção. Ao escrever o autor mistura sua própria história com situações fictícias;

BOOKAHOLIC: workaholic é a gíria para usada para designar um viciado em trabalho, um bookaholic é um viciado em livros;

BOOK TOUR: É colocar o livro para passar de mão em mão. O livro é lido e logo repassado para outra pessoa, que passa para outra e assim sucessivamente. É muito utilizado por autores iniciantes para que vários blogueiros possam ler e depois escrever resenhas sobre seu livro;

CAGAR REGRA – é quando alguém impõe suas próprias leis ou regras em determinadas situações, sem ter competência ou autoridade para tal;

CALHAMAÇO: é aquele livro volumoso, com grande número de páginas. Não está determinada a quantidade de páginas que um livro deve ter para ser considerado um calhamaço;

CHICK-LIT: é um gênero da ficção voltado ás mulheres e que trata sobre as questões femininas. Geralmente são romances leves que mostram mulheres modernas, cultas e independentes;

E-BOOK: é o livro em formato digital, para ser lido em computador, tablet ou celular;

FANFIC: é a abreviação do termo em inglês fanfiction, é uma ficção/história escrita por um fã. Acontece quando um fã de um livro gosta tanto da história que decide por conta própria e sem fins lucrativos continuá-la ou criar novas situações no mesmo universo do livro que gostou;

LITERATURA SUJA: é a literatura menosprezada e até desprezada pelos críticos literários. Mas não significa que ela seja de baixa qualidade;

PLOT: é o enredo. Todos os eventos de uma história;

PLOT TWIST: é a reviravolta. Uma mudança radical na direção do enredo. O escritor usa para surpreender e prender a atenção do leitor;

POCKET: são os livros de bolso. Esses livros tem tamanho reduzido, mas o seu conteúdo não é alterado.

PUNHETA LITERÁRIA: é o ato de “andar em círculos” dentro do enredo. Quando o autor se detém em intermináveis narrações ou descrições de elementos ao invés de focar nas ações que movimentam a história;

RESSACA LITERÁRIA: é o terror dos leitores. Acontece quando não se consegue iniciar a leitura de novo livro porque o que a história e os personagens do livro que leu anteriormente não saem de sua cabeça. O excesso de leitura pode gerar um cansaço mental e causar a temida ressaca;

SENTADA: é o ato de sentar para ler. Uma sentada tem tempo estimado entre 30 e 40 minutos. Não existe unanimidade para dizer quanto tempo ela deve durar, mas concorda-se que ela tem que ser breve. Como um tempo de descanso entre uma atividade e outra. Quando alguém diz que determinado livro dá para ler com duas ou três sentadas, significa que o livro é de leitura rápida;

SICK-LIT: em inglês sick = doença. São histórias focadas em personagens com doenças terminais, depressão ou tendências suicidas.

SKOOB – é uma rede social que tem como assunto principal o meio literário: livros, autores, editoras. Cada leitor tem seu espaço para opinar e trocar informações entre si. (www.skoob.com.br).

SPOILER – é um termo muito usado para séries. São informações que revelam pontos importantes de um enredo.

Eu não quero “cagar regra” e afirmar que essa lista é única e verdadeira, nem tampouco ela é definitiva. Você conhece outras gírias ou até novos significados para os termos aqui apresentados? Então deixe nos comentários e que fiquemos de olho, pois novas gírias certamente surgirão.