Poesias Pensadas: Convicções

2
641

Muitas vezes temos certezas absolutas em nossas vidas que, com o passar do tempo, vão se perdendo na poeira da caminhada. As decepções e as alegrias vão transformando convicções em certezas absolutas ou em derrotas vazias.
Quais certezas já deixaram de serem ‘certas’? Quais convicções suas que deixaram de ser importantes? Quantas vezes você mudou de ideia hoje?

Convicções

Tenho a certeza do que EU sou
Estou convicta de que a minha família me fez o que sou
Estou certa de que fui formada pelo vento, pela água e pela terra.
(…) 15 minutos depois
Tenho a impressão do que sou Eu
Estou convicta de que o tempo me fez o que sou
Estou certa de que fui formada pelo cheiro, pelo abraço e pelo vinho..
(…) 20 minutos depois
Tenho a vaga ideia do que sou Eu
Estou convicta de que meus amigos me fizeram o que sou
Estou certa de que fui formada pelos choros, suspiros e medos.
(…) 30 minutos depois
Tenho a ilusão do que sou Eu
Estou convicta de que minhas quedas me fizeram o que sou
Estou certa de que fui formada pelos meus joelhos ralados e pelo coração partido.
(…) 45 minutos depois
Tenho ou não tenho? Já nem sei mais se sou ou se não sou
Estou convicta de que minhas convicções ganharam asas e flutuaram
Estou certa de que fui formada por impressões, dúvidas, deduções e vagas lembranças do que eu era há alguns minutos atrás.
Convicções
(…) 1 hora depois
(…) dia seguinte
(…) um ano depois
(…) uma vida inteira
Sou hoje um desenho
Um esboço daquilo que eu mesma fiz ainda criança.
O que sou, afinal?

Poesias e pensamentos a todos.