Quinta da Poesia – Homenagens

1
896

As pessoas que amamos nos levam a escrever, a saudá-las e eternizá-las através das palavras. Aqui selecionei alguns poemas feitos em homenagem a pessoas, sei que irão se identificar e lembrar de entes queridos a cada poema que lerem. E ao final se desejarem colaborar fiquem a vontade.

Iniciaremos pela poetiza Deise, que faz uma justa homenagem a seus amigos, aqueles momentos gostosos que passamos entre eles. Meu amigo Mário Quintana já dizia: “A amizade é um amor que nunca morre”. Vamos então homenagear aos nossos amigos com o poema abaixo:

Encontros

Caminho
Passos sem rumo
Atravesso o mundo
Busco e
Encontro:
Olhos,
Sorrisos,
Abraços e
Amigos.

Deise Eliziane Peixoto

Dentre as nossas amizades, algumas das mais marcantes vem de berço. Possuo uma Tia a moda antiga, do tipo que convida para um café ou almoço e enche a mesa. No entanto, suas palavras são ainda mais acolhedoras e fartas. Consegue desfazer tempestades com elas, apaziguar conflitos familiares e esboçar belos sorrisos. Neste poema homenageio minha Tia querida, e sei que tens algum familiar, ou amigo que se tornou familiar assim:

Catarina

Mansidão
Em meio a este caos
És terra firme
És chão
Chão que escolhestes amar
Nossa terra nosso lar

Me relembras
a doce Palavra que traz
Bem-aventurados
os que promovem a paz

Juliano Rodrigues

Ah o amor! Sublime e belo amor! Como passar por aqui sem homenageá-lo? O poema abaixo foi escrito anos atrás pelo meu Pastor e amigo Daniel em honra a sua esposa Fernanda. Neste sábado eles completaram 11 anos de casado, fizeram uma linda homenagem utilizando-o. Vejamos a seguir:

Olha, eu queria lhe falar agora, lhe encontrei por esta estrada afora, coloquei você no coração.
Olha, descobri você na minha vida, minha flor da Terra prometida que mudou a minha direção.
Ah! Se eu pudesse num gesto, num carinho mostrar o que você é pra mim. Nunca alguém tocou tão fundo em minha alma e fez da minha vida um jardim.
Olha que uma flor não é tão linda a toa, e precisa de uma terra boa pra poder dar frutos e crescer.
Olha, eu também já fui criança um dia e hoje vivo a minha fantasia. Quero ver você também vencer.
É as flores são lindas, mas se a gente cuidar, elas viram estrelas quando a noite chegar, e faz do sonho a razão de viver.
É o mundo é criança e está querendo brincar. A noite é tão bela derramando o luar, mostrando o caminho do amanhecer.
Deus quando pensou em mim….fez você….Te amo neguinha linda!!!!

Daniel Morand

Finalizo agradecendo a todos vós que nos leem, dizendo que este Quinta da Poesia em verdade é em vossa homenagem. Todas as quintas publico poesias aqui neste espaço, venha fazer parte deste sarau virtual enviando seus poemas para juliano@homoliteratus.com . Comentem, critiquem, elogiem, amem poesia! Só não sejam indiferentes! Façam uma justa homenagem abaixo! Uma boa semana! Nos vemos na próxima quinta!