Sejamos pornográficos!

0
1152
dru
Carlos Drummond de Andrade

Ano novo, vida nova. Eis o dito popular. Então, para saudar 2015 e aos leitores do Homo Literatus  reproduzo abaixo um poema de Carlos Drummond de Andrade: Em face dos últimos acontecimentos. Com ele, o poeta exorta todos a uma vida libertária, sem hipocrisia, à irreverência, ao amor, ao prazer, à alegria, ao despudor, à revolta individual, ao desejo de viver apesar de todas as condições adversas que o mundo propõe e a lutar contra o aprisionamento dos nossos desejos e contra a destruição de nossas utopias. Dá-lhe Drummond!

  

Em face dos últimos acontecimentos 

 

Oh! sejamos pornográficos

(docemente pornográficos).

Por que seremos mais castos

Que o nosso avô português?

 

Oh ! sejamos navegantes,

bandeirantes e guerreiros,

sejamos tudo que quiserem,

sobretudo pornográficos.

 

A tarde pode ser triste

e as mulheres podem doer

como dói um soco no olho

(pornográficos, pornográficos).

 

Teus amigos estão sorrindo

de tua última resolução.

Pensavam que o suicídio

Fosse a última resolução.

Não compreendem, coitados

que o melhor é ser pornográfico.

 

Propõe isso a teu vizinho,

ao condutor do teu bonde,

a todas as criaturas

que são inúteis e existem,

propõe ao homem de óculos

e à mulher da trouxa de roupa.

Dize a todos: Meus irmãos,

não quereis ser pornográficos?