Sobre camisas com listras grossas e os protestos provocados pela internet

0
476

manuel-castells

Pequena crônica

Não acreditem em homens que usam camisas com listras grossas! E não me perguntem o por quê! Talvez seja piração e eu não saberia responder; saudade de Mary, que não fumo, digo, que não vejo há anos. É como na canção de Paulinho Boca de Cantor: “O que é que eu faço sem Mary / Se mandou com uma dona / Cujo sapato e bem maior do que o meu / Mamãe, não duvide / Mary só volta pra mim / Quando eu pirar prá lá de Lou Reed”. E eu ainda estou, em nível de piração, no Ronnie Von.

Resenha: Redes de Indignação e Esperança

Costuma-se usar o termo redes sociais, quando na verdade querem dizer Facebook. O face é a rede que tem aproximado as pessoas e as organizado para as ondas de manifestações que tem ocorrido em todo o mundo.

Deve haver preconceito, devido o Facebook ser aberto a todo tipo de expressão, das sofisticadas às pueris, para não se falar abertamente que é ele, em que pese o Twitter, o grande “provedor” das ondas de manifestações populares. Daí preferirem falar em redes sociais.

Manuel Castells que explana sobre as recentes revoltas populares (segundo ele tudo começou na Tunísia e na Islândia) em praticamente todos os continentes, evita falar no face abertamente. Diz, sobre as atuais revoluções do povo que “tornou-se possível pela superação do medo, mediante a proximidade construída nas redes do ciberespaço e nas comunidades do espaço urbano.”

Diz também “começou nas redes sociais da internet, já que estas são espaços de autonomia, muito além do controle de governos e empresas – que, ao longo da história, haviam monopolizado os canais de comunicação como alicerces de seu poder.”. O que tenho dúvidas, já que boa parte de sua receita vem de contas de produtos, que em tese, podem pautar editoriais.

Redes de indignacao e esperanca

O volume traz um posfácio, escrito em julho de 2013, onde Castells discorre sobre as manifestações dos jovens brasileiros. O texto é objetivo, elucidativo e esperançoso. O autor tem fé que o jovem povo do Brasil tome dos políticos o que é seu de direito. Os direitos, em todas as estâncias, que lhes foram surrupiados. Eu também tenho fé.

Redes de indignação e esperança – Movimentos sociais na era da internet
Manuel Castells
Zahar
272 páginas
R$ 49,90, preço sugerido