Você é um leitor ou um acumulador de livros?

Gastar dinheiro com literatura é uma causa nobre, porém deixar livros parados na estante é quase um crime

E esses livros parados?
E esses livros parados?

Quem nunca comprou mais livros sem ter lido todos que possui na estante que atire a primeira pedra. É vício de leitor: sempre temos mais livros do que conseguimos ler. Não resistimos a cheiro de livro novo, à curiosidade de conhecer aquele autor que nos foi tão bem indicado, à vontade de montar uma coleção de dar orgulho. Hoje em dia, com os ebooks então, a tentação se tornou ainda maior. Muitos autores clássicos já caíram no domínio público. Amigos nos emprestam seus títulos preferidos para compartilhar comentários. Professores nos passam textos diversos. O que fazer se a vida é curta e os livros são muitos?

É preciso tomar cuidado para não se tornar um acumulador de livros em vez de um leitor. Livros não são peças de colecionador, foram feitos para serem folheados, anotados e amados, ou perecem nas estantes, amarelos, empoeirados. É difícil, mas precisamos nos controlar às vezes. Passar adiante aqueles romances que sabemos que não leremos mais, por falta de interesse ou por não ter gostado da primeira vez. Evitar comprar novos títulos enquanto não terminamos de ler os que prometemos. Assim, ainda economizamos espaço, o que costuma ser um grande problema para um leitor compulsivo, que quase deve abrir mão de se mexer dentro de casa para que caibam todos os livros.

Nossa sede de conhecimento pode ser infinita, porém nosso tempo é restrito, exige planejamento. Priorizemos a qualidade. Vamos tentar ler o máximo que pudermos sim, de forma diversificada, mas sem afobamento. A angústia do querer mais é eterna, é o que nos impulsiona. Usemos isso a nosso favor, como fonte de energia, de modo que não se torne ansiedade paralisante ou desespero atropelador.

De fato, é uma missão hercúlea para um amante de livros tentar não virar um acumulador. Entrar numa biblioteca ou livraria sem levar nada é frustrante. Em algum momento da vida já pensamos em largar tudo e dedicar nosso tempo exclusivamente à leitura: pôr tudo em dia, aqui e agora, sem mais desculpas. A vida normalmente nos impede de realizar esse sonho. Paciência.

Basicamente, ou amamos os livros que adquirimos ou devemos desapegar para dar espaço a outros. Livros precisam circular. Gastar dinheiro com literatura é uma causa nobre, porém deixar livros parados na estante é quase um crime. Vício de colecionador e não paixão de leitor. E afinal, o que queremos: qualidade de leitura ou quantidade de livros? Reflitamos.

Nicole Ayreshttp://sentimentosemcompotas.blogspot.com.br/
Professora de francês, Mestra em Teoria da Literatura pela UERJ, escritora e editora assistente no Homo Literatus. Apaixonada pelas palavras e pela vida. Não sabe definir os limites entre seu fazer artístico, professoral e humano, e nem pretende.
Nicole Ayreshttp://sentimentosemcompotas.blogspot.com.br/
Professora de francês, Mestra em Teoria da Literatura pela UERJ, escritora e editora assistente no Homo Literatus. Apaixonada pelas palavras e pela vida. Não sabe definir os limites entre seu fazer artístico, professoral e humano, e nem pretende.
- Advertisment -

Em Alta

- Advertisment -