Poesia Reunida de Martha Medeiros: clichês sem clichê

Martha Medeiros e toda a sua profundidade poética reunida em coletânea da L&PM Pocket.

martha-medeiros

No livro Martha Medeiros: Poesia Reunida, da L&PM Pocket, é feita uma seleção dos poemas da escritora brasileira. As seções se dividem em: Strip-Tease (1985), Meia-Noite e um Quarto (1987), Persona non Grata (1991) e De Cara Lavada (1995). Em geral, são poemas curtos, sem rimas regulares, de uma praticidade complexa que reflete os pensamentos soltos do cotidiano.

O curioso é como Martha consegue tratar de assuntos clichês sem necessariamente cair no clichê. Ela fala sobre relacionamentos, crises existenciais e filosofias pessoais de maneira leve, divertida e, em certa medida, inovadora. Neste poema de quatro versos, por exemplo, ela resume o efeito que o término de um relacionamento provoca:  

você
não sente a minha falta

e eu
sem ti

O eu-lírico aos poucos se revela uma mulher segura, ao mesmo tempo confusa, que mantém o pensamento positivo, apesar das desilusões, independente, com sua dose de carência. Várias dessas contradições femininas estão presentes na coletânea, de maneira sutil e cativante.

martha-medeiros-poesia-reunidade mim, que tanto falam
quero que reste
o que calei
que tanto rezam por mim
quero que fique
o que pequei
de mim, que tanto sabem
quero que saibam
que não sei

Martha Medeiros é uma das autoras que caiu nas graças dos “citadores de facebook” e acabou se tornando popular por suas crônicas sobre o cotidiano. Muito além do estilo autoajuda que a redes social gosta de ostentar, a autora tem mais a oferecer quando poetiza a solidão, a companhia, a liberdade, a dependência, a linguagem, desnudando corpo e alma das palavras.

Nicole Ayres Autor

É graduada em Letras port/francês pela Uerj. Apaixonada pelas palavras, desde que aprendeu a ler e a escrever, não parou mais. Amante da vida e das artes. De espírito quixotesco, ainda vai aproveitar a experiência de suas aventuras literárias para explorar o mundo. Mantém os pés no chão e a cabeça nas nuvens.