Márcio Ahimsa

Márcio Ahimsa
Nome
Márcio Ahimsa
Bio
É poeta, autor do livro “Lobisomem pós moderno”, em co autoria com o também poeta, Adenildo Lima, lançado em julho de 2012 pela Editora da Gente. Tem o poema “Batalha” publicado em antologia selecionada em concurso promovido pela secretaria de cultura de Guarulhos, em 2007. Pela Festa Literária Internacional de Pernambuco, FLIPORTO-PE, no concurso “Prêmio TOC 140”, tem dois poemas publicados em 2012 e 2013, respectivamente, por ficar entre os 100 melhores nessas duas edições. É formado em Letras, tem curso de Extensão Universitária pelo CEA, Centro de Estudos Africanos, USP. É contista, com obra variada a ser publicada em breve. Possui crônicas e contos publicados pela Câmara Brasileira do Jovem escritor. É crítico literário e escreve no blog “Tecer Palavras” cotidianamente.
Twitter
Facebook
Medium

Recent Post byMárcio Ahimsa

Pedaços de amor universal – Fraturas de Relações Amorosas, de Cláudio Portella

As fraturas em questão são a grande epopeia subversiva do protagonista “O amor!? O amor não deixa bilhete…”. Assim termina o livro Fraturas de Relações Amorosas de Cláudio Portella, fechando-o como se fecha a dormideira, planta sensitiva que se protege de predadores. No entanto, essa frase cabe muito bem no início auspicioso para a história […]

A máquina de fazer espanhóis, de Valter Hugo Mãe

A máquina de fazer espanhóis, de Valter Hugo Mãe, é um livro repleto de metáforas que lança um olhar minucioso sobre o sentimento do povo lusitano nos tempos de hoje. No livro a máquina de fazer espanhóis, de valter hugo mãe, título e o cunho do nome do autor estão em letras iniciais minúsculas, é um olhar […]

A parteira, do poeta Adenildo Lima

A parteira é um grito e um silêncio, é essa paradoxal verossimilhança da realidade de um país onde, de um lado é latente a dor escorrendo pelo esconderijo em tom vermelho do nosso agreste e, do outro, é como se fosse uma nódoa no tom de um conto de fadas onde se acredita em fantasias […]

Conto: Lembranças de fevereiro

Cortou as cortinas. Estava mais pálido, pois o sol adentrou a sala que, sem móveis, dava uma sensação de algo vago, apesar de ser pequena e acomodar apenas uma mesa de vime e uma cadeira de bambu, estilo qualquer utilidade. No chão, um rádio toca-fitas, meio portátil, que servia para amainar a vida nos momentos […]

Racismo e literatura no Brasil

21 de março foi instaurado pela ONU (Organização das Nações Unidas) como o Dia Internacional de Luta pela Eliminação da Discriminação Racial, em referência ao Massacre de Sharpeville, no regime do apartheid, na África do Sul. Uma data triste que traz consigo a vergonha que a própria humanidade provoca com seus atos de insanidade. Para […]

O Ethos, a Vida, o Tempo e o Amor na poesia de Maria Vilani

Tenho em mãos uma pequena peça constituída de muitas outras pequenas e grandiosas peças. Estendidas sob a perpendicular e aguçada curiosidade dos meus olhos, essas folhas caídas da beleza de algum outono, vieram pousar na minha alma e causar riso no meu coração. Assim foi a impressão primeira que tive dos versos que li dessa […]