Um poema para Victor Heringer, por Márwio Câmara

Poema de Márwio Câmara ao escritor Victor Heringer, autor de Glória, vencedor do Jabuti em 2013, que faleceu em 07/03, aos 29 anos Sim, ele se foi. É um fato. A matéria, digo. Mas nunca a palavra. Do contrário, é através dela que fará do querido escritor Victor Heringer uma eterna potência criativa do nosso tempo, da minha […]

O mergulho literário de Manoel de Barros

As referências artísticas do poeta Manoel de Barros na música, artes e literatura Contemplar a obra do poeta Manoel de Barros é um mergulho em uma nova gramática literária, desdobramentos do idioma em neologismos e figuras de linguagem que seguiam as regras da vegetação rasteira do Pantanal matogrossense, absolutamente desvinculados da linguística normativa. O escritor […]

Sonetos herzoguianos para orgulho do “Boca do Inferno” e sarro de quem lê

A carnavalização amorosa e sociopolítica em Sonetos de amor em branco e preto, de Manoel Herzog Em Sonetos de amor em branco e preto (2016), o escritor Manoel Herzog libera a verve clássica – o soneto é uma forma clássica de 14 versos decassílabos (mormente) – sem perder a exuberância fescenina. Ao longo das 150 […]