Início Tags Resenha

Tag: Resenha

O apelo à memória em ‘Orlando’, de Virginia Woolf

0
A memória como guia do romance, em 'Orlando', de Virginia Woolf   “A memória é a costureira, e uma costureira caprichosa”, diz a certa altura o narrador do romance Orlando, de Virgínia Woolf. Tecelã caprichosa e...
Aline Bei

‘O Peso do Pássaro Morto’, de Aline Bei: um romance de coragem

4
Romance que garantiu Aline Bei vitória na categoria "Melhor Livro do Ano" do Prêmio São Paulo de Literatura, resenhado por Bruno Soares dos Santos. "aquela casa estava disposta a ser a última  do mundo" Em meados de 2018,...

O Romantismo ridicularizado em “Coração, cabeça e estômago”

1
Coração, cabeça e estômago é uma chance de reconciliação com parte da produção do Romantismo O Romantismo é um período literário conhecido por seus extremos. O amor extremo, o sofrimento extremo, o escapismo extremo. Um...

A loucura dos outros, de Nara Vidal, questiona a nossa frágil normalidade

0
É impossível pensar a loucura sem refletir sobre o nosso conceito de normalidade É impossível pensar a loucura sem refletir sobre o nosso conceito de normalidade. No mais tardar desde Foucault sabemos que a loucura...

Tentativas de capturar as tentativas

0
Uma tentativa de capturar o ar com um livro Depois de um tempo como tradutor – principalmente como tradutor literário –, toda leitura que faço é sempre através de lentes tradutórias. Provavelmente é assim com...

Como irritar seu resenhista

2
Quer acabar com a saúde mental e emocional de um resenhista? Leia os nossos superconselhos para alcançar esse objetivo Eu sei, eu sei. Você, que é escritor, deve estar se perguntando o que você pode...

Depois do fim – um novo autor machadiano

0
O romance Depois do fim, de Alex Bezerra de Menezes (Simonsen, 2016), revela as mazelas de uma gente brasileira que conhecemos muito bem e que somos todos nós. Ele é especialista em Machado de Assis e também...

A desconstrução dos padrões morais de Michel, "O Imoralista"

0
O protagonista Michel (des)constrói sua própria (i)moralidade em sua sua vida É consensual que a maior parte das pessoas passa pela vida sem refletir sobre a sua condição existencial, aceitando passivamente as imposições do meio,...

A não bibliografia de Pierre Bayard

0
Pierre Bayard e a dúvida: Como falar dos livros que não lemos Nunca li uma palavra sequer de Cervantes, tampouco de Tolstói. Presenciei alguns dos percalços do Ulisses homérico e do joyceano, assim como me...

Batman e o heroísmo de nosso lado sombrio

0
A novelização do game Batman: Arkham Knight, por Marv Wolfman, começa como um thriller e se torna um suspense psicológico - como o herói mais sombrio merece. Vejo Gotham como um lugar escuro, em que...