Nicole Ayres

Nicole Ayres
Nome
Nicole Ayres
Bio
É graduada em Letras port/francês pela Uerj. Apaixonada pelas palavras, desde que aprendeu a ler e a escrever, não parou mais. Amante da vida e das artes. De espírito quixotesco, ainda vai aproveitar a experiência de suas aventuras literárias para explorar o mundo. Mantém os pés no chão e a cabeça nas nuvens.
Twitter
Facebook
Medium

Recent Post byNicole Ayres

O Pequeno Príncipe e a responsabilidade afetiva

“Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas”, a frase clássica da obra O Pequeno Príncipe, de Antoine de Saint-Exupéry, pode soar um tanto clichê, mas tem seu fundo de verdade Existe um termo chamado “responsabilidade afetiva”. Basicamente, significa ser empático, levar em consideração os sentimentos do outro dentro de uma relação. Se nos envolvemos com aquela pessoa, […]

As diferenças entre suspense e mistério, horror e terror

Suspense e mistério são duas técnicas narrativas diferentes, apesar de possuírem efeito semelhante, e são utilizadas essencialmente nas obras de horror e de terror Noëll Carroll, em A filosofia do horror ou paradoxos do coração, procura delimitar o gênero do horror. O teórico trabalha com o que denomina “horror artístico”, isto é, o efeito estético […]

Quais são os pequenos grandes gêneros literários?

Romances curtos, contos, microcontos, haikais e aldravias, alguns dos pequenos grandes gêneros literários que podemos encontrar em circulação hoje Na contemporaneidade, em que vivemos atolados de afazeres e correndo contra o tempo, é natural que o fazer literário se modifique, moldando-se à época a que pertence. A tendência atual são os gêneros curtos, romances de […]

A solidez do insólito: sobre os poemas de Juliana Gelmini

Insólito Sólido, primeira publicação de Juliana Gelmini, revela sensibilidade e senso estético notáveis  Os poemas de Insólito Sólido, de Juliana Gelmini, são pequenos na composição e grandes na significação. São, ainda, acompanhados por aquarelas desenhadas pela própria autora. Os títulos e subtítulos em si já nos fazem refletir: “Insólito sólido”, “Orvalhos orgânicos”, “Aguo”, “Meu coração […]

Crer ou não crer, eis a questão – Leandro Karnal e Padre Fábio de Melo

De um lado, um renomado historiador, profundo conhecedor da teologia, porém ateu convicto. Do outro, um padre carismático, defensor de um Deus de amor e da ciência como amiga da religião. O diálogo entre os dois, Leandro Karnal e Padre Fábio de Melo, gerou uma discussão bastante profícua, pautada no respeito e no bom humor. […]

Breves perspectivas sobre a crítica

Breves comentários sobre a crítica, tão demolidora e construtora – às vezes ao mesmo tempo – e justo por isso tão necessária à nossa época Desde muito cedo, somos expostos aos olhares do mundo. As crianças são elogiadas e reprovadas por seus familiares. Os professores atribuem notas e critérios. Os amigos apoiam e condenam atitudes. […]

As ambiguidades da maternidade em dois romances

Os romances Precisamos Falar sobre o Kevin, de Lionel Shriver, e A Filha Perdida, de Elena Ferrante, apresentam as ambiguidades da maternidade A maternidade é a experiência mais intensa na vida de uma mulher. Idealizada pelo senso comum, associada a sentimentos positivos, amor infinito e doação incondicional, na prática ela também implica sensações controversas, grandes sofrimentos e […]